ENSINO MÉDIO

Vivemos em um mundo cada vez mais inserido em atividades dinâmicas e globalizadas, onde a rapidez das informações, a inserção em um mundo tecnológico e a prática muitas vezes antecede a teoria. No ambiente escolar isso também não é diferente. Constata-se que professores que conseguem aliar teoria e prática, conseguem estabelecer um bom relacionamento com seus alunos. Nesse contexto, constata-se que as aulas ficam mais atrativas e o aluno desperta um maior interesse pelo que está aprendendo. Percebe-se que as aulas que são totalmente teóricas são enfadonhas, monótonas e em muitos casos os alunos tomam antipatia pelo professor dificultando assim que a aprendizagem aconteça.

De acordo com Dias (2002, p.281) a rotina tem um efeito paralisante no trabalho escolar, para ele a escola que fica só com as mesmas práticas, ano a ano, sem qualquer preocupação com o seu aperfeiçoamento, acaba por perder terreno, realizando um trabalho medíocre e cada vez mais inadequado, pois não conseguem despertar no aluno o interesse pela aula e muito menos pelo conteúdo, e com isso, acarreta a não aprendizagem.

E a partir dessa concepção de educação, passa ser fundamental para a Didática a questão e organização de conteúdos, numa perspectiva teórico-prática.

Nesta perspectiva, não basta selecionar e organizar cientificamente o conteúdo escolar, ainda que numa postura crítica, é necessário vivenciar e trabalhar um novo processo de seleção e organização de conteúdos que são instrumentos de um fazer educativo politicamente definido. (MARTINS, 1992, p.81).

Para tanto, aliando-se o que o professor deseja passar para seus alunos, sua pré-disposição com os recursos tecnológicos e uma aula diferenciada e com ligações íntimas entre teoria e prática é que surge a necessidade de se desenvolver um trabalho com vídeos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>